Bovespa -0,32% 64.149,57 pts    Câmbio:    Dólar com +0,2% R$ 3,219 Peso arg +0,2% R$ 0,203 Euro +0,06% R$ 3,44

Cuidando de quem cuidou da gente

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir
Cuidando de quem cuidou da gente
Foto: Aline Oliveira

Cuidando de quem cuidou da gente


Esse é o nome do projeto que nasceu do sonho da professora de educação física Ronilse Mari Massarico. Inspirada pelo pai que era atleta, Ronilse começou a praticar voleibol em 1983 e jogou em vários clubes de São Paulo (santos, Corinthians, Juventus e Paulistano). Em 1987, sagrou-se vice-campeã nos Jogos Regionais defendendo as cores de Cerquilho, foi oito vezes campeã regional, campeã brasileira e conquistou a terceira colocação nos Jogos Abertos do Interior como diretora técnica de handebol masculino de Cerquilho, mas foi na faculdade que descobriu seu grande objetivo profissional: trabalhar com idosos.
Assim, em 2005, o sonho se tornou realidade e com 13 alunos, ela plantou uma sementinha que deu bons frutos e se transformou em uma verdadeira família. Atualmente, com 93 participantes e ao lado do assistente técnico Rafael Soares Almeida, o projeto oferece as seguintes modalidades: voleibol adaptado, natação, atletismo, buraco, damas, dominó, truco, dança de salão, bocha, malha, tênis de mesa, tênis e xadrez.
“Meu objetivo era proporcionar bem estar físico e mental a eles. Tirá-los de casa e incentivar a praticar atividade física, se divertir. Hoje, eles comentam que a disposição mudou, a preguiça acabou e o próprio relacionamento com os familiares melhorou. Também é importante falar o quanto o apoio da família é fundamental”, comenta.

A consagração
Após conquistar uma excelente classificação em dois anos de projeto, no JORI (Jogos Regionais dos Idosos) em 2007 em Sorocaba com 63 municípios participantes e em 2012 em Tatuí com 57 municípios, o segundo sonho de Ronilse se realizou em 2013, “graças a Deus, consegui trazer o JORI para Cerquilho e ainda ficamos campeões em casa. Todas as modalidades pontuaram e foi sensacional ver o empenho dos atletas, todos foram incríveis e se doaram muito. Foi uma honra conquistar a primeira colocação em casa. Isso não é para qualquer um, é um mérito que ninguém nos tira”, lembra.

Esporte não tem idade
Aos 77 anos de idade, Maria Bernadete De Nadai Frare pratica voleibol adaptado há 11 anos e só tem coisas boas para falar sobre o quanto sua vida mudou, “eu era muito parada e sofria com problemas de coluna. O projeto foi uma benção para mim. Minha vida mudou para melhor”, explica.
Ela, que já participou de diversas competições, se diz muito agradecida a professora Ronilse por tudo que é hoje e deixa um convite para que outras pessoas venham conhecer e participar do projeto, “não tenham vergonha, ninguém nasceu sabendo. Venham fazer um teste, vocês não vão se arrepender”.

Autoestima renovada
Praticante de vôlei, Inácio Carlos Mazzoco afirma, “a prática de atividade física melhora tudo. A gente se distrai, encontra os amigos, bate papo e percebe que a saúde e o modo de pensar mudam. Só faz bem pra gente”.
Sempre incentivando os amigos a praticar esporte, ele destaca que infelizmente ainda há muita gente sedentária e que não sabe o que está perdendo. “Convido todos a conhecer o projeto. Se vier uma ou duas vezes, com certeza, voltará. O importante é dar o primeiro passo”, frisa.

Mais saúde e qualidade de vida
Noeli Isabel Belizari Grando pratica tênis de mesa há um ano e já percebeu melhoras significativas em sua saúde, “estar aqui tem sido muito bom. Tenho doença congênita e percebi que minha saúde melhorou 50%”, garante.
Ela que participou da última edição do JORI comenta como é estar em uma competição, “já estive em várias cidades da região e o mais bacana é encontrar as pessoas e fazer amizades. Nessa idade, não existe muita competitividade, as pessoas têm um desejo enorme de participar dos jogos”.

Participe você também!
Ficou inspirado com a história dos atletas? Então, conheça o projeto e encontre o esporte ideal para você. Se você tem mais de 45 anos entre em contato com a Ronilse através dos telefones (15) 9.9714-2649 ou 3384-5163, ou vá até o Ginásio de Esportes “Mário Pilon”, localizado na Avenida Corradi II, 1350, centro - Cerquilho e assista a uma aula.
Você será recebido por todos de abraços abertos e descobrirá qual é o seu talento no esporte. Não perca mais tempo. As aulas são gratuitas.

Notícia



Alagamento em rodovia

A forte chuva que cai no interior de São Paulo na tarde desta quarta-feira (18), provocou alagamento num trecho da SP-127, KM 95, próximo a cidade de Cerquilho...