Bovespa +0,28% 63.831,28 pts    Câmbio:    Dólar com +0,52% R$ 3,238 Peso arg +0,54% R$ 0,205 Euro +0,31% R$ 3,441

Resgatando vidas

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir
Resgatando vidas
Foto: Arquivo pessoal

Resgatando vidas


A Associação Voluntários Anônimos de Cerquilho – AVAC foi criada em 2005 com o objetivo de esterilizar (castrar) cães e gatos, em especial, de pessoas com poucos recursos. A associação é formada por um pequeno grupo que se uniu pelo amor aos animais, conta com um Estatuto Social, CNPJ e uma diretoria composta por 12 pessoas, além de alguns voluntários.
Marco Antonio Sicchierolli é um desses voluntários. Ele trabalhou por muitos anos lidando com o sofrimento humano e revela que se sente ainda mais sensibilizado com o sofrimento dos animais, uma vez que eles não podem dizer o que sentem e por ser possível identificar nos olhos dos bichinhos o agradecimento sincero, por menor que seja o gesto.
Para ele, reduzir o sofrimento ou salvar vidas traz uma sensação de bem estar muito grande. No entanto, ele lamenta e se sente impotente por não conseguir resolver todos os problemas que aparecem em seu caminho.
Parceiros
A AVAC conta com duas parcerias importantes: Clínica Bom Gê, onde são realizados os mutirões de castração e são encaminhados animais para castração durante a semana com valor reduzido e, a Agropecuária Agroterra, onde acontecem os bazares e feirinhas.
“Trabalhamos em conjunto com associações protetoras de Tietê e Laranjal Paulista na troca de informações e busca de lares temporários. De março de 2013 a maio de 2016, a associação já conseguiu a castração de mais de três mil animais”, destaca.
Nas redes sociais
Atualmente, o facebook é uma importante ferramenta para os protetores, pois, conseguem que muitos animais sejam adotados e que tutores de animais perdidos sejam localizados. Ademais, os amigos compartilham todas as postagens, o que contribui para que a página seja muito visualizada.
Um resgate marcante
Ao longo desses anos, Marco já realizou muitos resgates, porém, um deles é inesquecível. “O resgate mais marcante foi de uma cadela adulta. Após ter sido abandonada, ela provavelmente brigou com outro animal e ficou ferida. Foi encontrada em uma construção já agonizando em virtude dos bichos que se encontravam em suas feridas. Tentamos socorrê-la, porém, não tivemos tempo, ela morreu na caçamba do meu veículo, literalmente comida viva”, lembra.
Colabore você também!
A AVAC aceita doações de roupas, calçados, utensílios domésticos, brinquedos, roupas de cama, mesa e banho que estão em boa condição para uso. Os interessados em doar rações, medicamentos animais e humanos, coleiras, guias, caixas de transporte, cobertores para os animais, podem levar as doações na Agroterra em horário comercial ou aos sábados durante as feirinhas.
Para adotar um animal, a associação solicita que o adotante assine um Termo de Adoção Responsável após obter informações como endereço, espaço físico para o animal, condições de segurança, renda familiar, em caso de pessoas que residem em casas alugadas, se o proprietário permite animais, entre outros questionamentos que assegurem a integridade do bichinho. As feiras de adoção acontecem na Agroterra, todos os sábados, das 8h30 às 12h30.
Mais informações podem ser obtidas pelo facebook, por mensagens in box: www.facebook.com/avacsp

Notícia



Prefeito de Cerquilho cria secretaria do trabalho

Um dos primeiros projetos que o atual prefeito de Cerquilho, Aldo Sanson, mandou para a Câmara Municipal, que votou em sessão extraordinária no dia 13 de janeiro, foi a criação de uma secretaria municipal voltada para o trabalho...