Trump anuncia que irá suspender vendas de caças F-35 para a Turquia

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou na terça-feira que seu governo irá suspender as vendas de caças furtivos F-35 para a Turquia depois que Ancara recebeu um novo sistema de defesa aérea fabricado pela Rússia, colocando novas pressões na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). A decisão de cancelar a remessa do F-35 já era esperada, mas, até as declarações de Trump, a Casa Branca havia hesitado em responder ao ato turco de aceitar a entrega do sistema russo S-400. A ação da Turquia e a resposta dos EUA injetam tensão e incerteza na Otan.

Os últimos acontecimentos se deram em meio a diferenças entre os turcos e os americanos sobre a guerra civil na Síria e um forte desacordo sobre o papel dos combatentes curdos, que, para os EUA, desempenharam um papel importante na luta contra militantes do Estado Islâmico. A Turquia, considera os curdos uma força terrorista. Algumas autoridades e analistas apontaram que o acordo russo-turco poderia colocar em risco o futuro das relações entre a Turquia e os EUA, além de levantar questões sobre o papel da Turquia na Otan.

O Pentágono se mostrou preocupado de que o sistema S-400 russo possa ser usado por Moscou para coletar informações sobre os F-35 furtivos se os jatos forem entregues à Turquia. A ação de Trump pode afetar a economia turca dado o papel de Ancara como parceiro de fabricação do F-35. As empresas turcas produzem centenas de peças para o avião. "Eu diria que a Lockheed não está exatamente feliz", disse Trump, referindo-se à fabricante dos caças. Na terça-feira, a ação da Lockheed Martin caiu 0,64% em Nova York. Fonte: Dow Jones Newswires.

Notícia