Em casa, Celtics e Blazers vencem e abrem vantagem nos playoffs da NBA

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Nos dois primeiros jogos deste domingo pelos playoffs da NBA, o Boston Celtics e o Portland Trail Blazers confirmaram o mando de quadra e triunfaram diante de Indiana Pacers e Oklahoma City Thunder, respectivamente, no primeiro confronto das suas séries.

Os Celtics, que ficaram em quarto lugar na Conferência Leste na temporada regular, derrotaram o Indiana Pacers, quinto colocado, por 84 a 74. Kyrie Irving e Marcus Morris anotaram 20 pontos cada, enquanto Jayson Tatum finalizou o duelo com 15. Al Horford acrescentou dez pontos e 11 rebotes, e Gordon Hayward marcou dez.

Os Pacers chegaram a abrir 11 pontos de vantagem no primeiro tempo, mas só anotaram oito no terceiro quarto. Os Celtics aproveitaram e chegaram a liderar o placar por 22 pontos no último quarto. O Indiana fez somente 29 pontos depois do intervalo. Foram o pior segundo tempo e terceiro quarto da franquia neste campeonato. Cory Joseph totalizou 14 pontos para os Pacers. E Bojan Boganovic foi o único titular com produção ofensiva de dois dígitos, com 13 pontos.

Já os Blazers, que foram aos playoffs em terceiro lugar no Oeste, bateram o Thunder, sextos colocados, por 104 a 99. Enes Kanter brilhou no garrafão pelo time de Portland com 20 pontos e 18 rebotes. Já Damian Lillard marcou 30 pontos e C.J. McCollum contribuiu para o triunfo com 24.

Paul George marcou 26 pontos pelo Thunder, que teve péssimo desempenho nos arremessos de três, com apenas 5 de 33 tentativas de longa distância convertidas. Ainda assim, Russell Westbrook fechou o duelo com um "triple-double" de 24 pontos, dez rebotes e dez assistências.

O desempenho no primeiro quarto foi determinante para o triunfo dos Blazers, que fecharam o período inicial em vantagem de 39 a 25. O segundo duelo da série vai ser disputado na terça-feira, novamente em Portland.

Notícia



Sob acusações, Rakhimov renuncia oficialmente ao cargo de presidente da Aiba

Gafur Rakhimov, empresário acusado de ligações com o crime organizado, apresentou nesta segunda-feira sua renúncia do cargo de presidente da Associação Internacional de Boxe (Aiba), após sua presença ter sido apontada como uma das razões pelas quais a organização perdeu o direito de dirigir a modalidade na Olimpíada de Tóquio no ano que vem...