Governo quer estender concessão da GRU Airport em troca de monotrilho

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O governo federal poderá oferecer uma extensão do prazo de concessão do Aeroporto de Guarulhos para que a administradora do local, a GRU Airport, construa uma interligação entre a Estação Aeroporto-Guarulhos, da Linha 13 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), e os terminais do aeroporto. A informação foi dada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que comentou sobre o projeto em entrevista coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira, 11.

De acordo com Doria, a obra foi um dos temas discutidos na quinta-feira entre o governo paulista e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em Brasília. As alternativas para viabilizar uma nova forma de conectar a estação com o aeroporto serão debatidas com a GRU Airport em reunião nos próximos dias e a ideia é fechar "em poucas semanas" uma solução. "Não faz, ao nosso ver, o menor sentido um transporte público que não leva até o terminal do aeroporto. Aliás, é um fenômeno. É tão bizarro que é difícil de acreditar que isso tenha sido feito no Estado de São Paulo", comentou o governador.

Na avaliação de Doria e seu vice, Rodrigo Garcia (DEM), a extensão da concessão seria a maneira mais "econômica e rápida" de seguir com a obra, que não consta no contrato assinado pela GRU Airport. Entre as possibilidades estudadas para o projeto, estão o "people mover" (espécie de monotrilho) e uma passarela com esteira rolante.

"Nessa reunião de ontem (quinta), acho que ficou claro para o governo federal a necessidade de nós darmos uma alternativa ao passageiro para acessar o Aeroporto de Guarulhos via trem construído e bancado pelo governo de São Paulo. Ou com a extensão da concessão, que é a maneira mais rápida e fácil de levarmos o passageiro até os terminais, ou se isso eventualmente não for possível e não for uma decisão do governo federal, o governo do Estado vai buscar uma solução para o passageiro", afirmou Garcia.

Atualmente, a GRU Airport disponibiliza ônibus gratuitos para transportar os passageiros que chegam na estação da CPTM até os terminais. Anos atrás, a antiga administração da concessionária chegou a prometer o "people mover", mas recuou alegando que já existia uma proposta de construção de um centro comercial no local.

Em nota à imprensa, a GRU Airport afirmou que a obra de ligação da estação aos terminais não faz parte de seu contrato de concessão e disse estar disposta a discutir a implantação de um sistema diferente do oferecido hoje, "desde que seja compatível com o plano de expansão do aeroporto e que seja mantido o equilíbrio econômico financeiro do contrato de concessão".

Notícia