Binyamin Netanyahu recebeu doação ilegal para sua defesa

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, e sua mulher Sarah receberam US$ 300 mil do magnata Nathan Milikowsky para custear sua defesa em três escândalos de corrupção. O dinheiro não teria passado pela aprovação do comitê responsável por estes assuntos.

De acordo com o jornal Haaretz, que revelou na quinta-feira, 10, o caso, o comitê rejeitou recentemente um pedido do premiê para receber ajuda financeira de Milikowsky, que é seu primo, e do magnata americano Spencer Partrich.




As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Notícia



EUA: Presidente da Câmara rejeita discussão fechada sobre relatório de Mueller

A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, disse a seus colegas de partido que rejeitaria qualquer informação confidencial sobre o relatório do consultor especial Robert Mueller, dizendo que a informação deve ser fornecida ao Congresso de uma forma que permita aos legisladores discuti-lo publicamente...