Löw promove volta de Reus e deixa Boateng fora de convocação da seleção alemã

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O técnico Joachim Löw anunciou nesta sexta-feira uma lista de convocados da seleção alemã e trouxe como uma das principais novidades a presença de Marco Reus. O atacante, que ficou fora da listagem anterior, divulgada em outubro, foi chamado para defender a equipe nacional em amistoso contra a Rússia, no próximo dia 15, em Leipzig, e em partida diante da Holanda, no dia 19, em Gelsenkirchen, pela Liga das Nações da Uefa.

Atrapalhado por uma série de lesões graves ao longo de sua carreira, Reus foi premiado pelo bom momento que vive com a camisa do Borussia Dortmund, líder do Campeonato Alemão, no qual ele figura entre os atuais vice-artilheiros, com seis gols marcados.

"Obviamente, estou feliz com Marco e com o fato de que ele está atravessando uma forte fase pelo Dortmund. Ele pode nos ajudar muito com a sua forma e é isso o que eu espero", afirmou Löw, por meio de declarações divulgadas pela Federação Alemã de Futebol.

Em fase de reconstrução após decepcionar na Copa do Mundo da Rússia, onde caiu na primeira fase da competição de forma surpreendente, a Alemanha foi derrotada por Holanda (3 a 0) e França (2 a 1) nas duas últimas rodadas da Liga das Nações, em dois duelos fora de casa, depois de ter estreado no torneio empatando por 0 a 0 com os franceses em solo alemão.

Com esse retrospecto ruim, os alemães ocupam a lanterna do Grupo 1 da divisão de elite da recém-criada competição continental, com apenas um ponto, enquanto a França lidera, com sete, e os holandeses são os vice-líderes, com três.

E depois de o time nacional exibir fragilidade defensiva nestes dois últimos confrontos pela Liga das Nações, Löw acabou deixando fora da convocação desta sexta-feira o zagueiro Jerome Boateng, fato surpreendente, pois o jogador de 30 anos é um dos principais líderes da seleção.

"Eu falei com Jerome. Estou convencido de que ele irá se beneficiar com esta pausa", disse o treinador ao justificar a ausência do atleta que acumula 76 partidas pela seleção e com a qual foi campeão do mundo na Copa de 2014. "Eu falei para ele que nós temos muitas alternativas para esta posição, especialmente com jogadores jovens. Obviamente, eles ainda precisam provar que podem atingir o nível de Jerome", reforçou.

Confira os convocados da seleção alemã:

Goleiros - Manuel Neuer (Bayern de Munique), Bernd Leno (Arsenal) e Kevin Trapp (Eintracht Frankfurt).

Defensores - Matthias Ginter (Borussia Mönchengladbach), Jonas Hector (Colônia), Mats Hummels (Bayern de Munique), Niklas Sule (Bayern de Munique), Thilo Kehrer (PSG), Antonio Rüdiger (Chelsea), Nico Schulz (Hoffenheim) e Jonathan Tah (Bayer Leverkusen).

Meio-campistas e atacantes - Julian Brandt e Kai Havertz (Bayer Leverkusen), Julian Draxler (PSG), Serge Gnabry, Leon Goretzka, Joshua Kimmich e Thomas Müller (Bayern de Munique), Toni Kroos (Real Madrid), Marco Reus (Borussia Dortmund), Sebastian Rudy e Mark Uth (Schalke 04), Leroy Sané (Manchester City) e Timo Werner (RB Leipzig).

Notícia