Quadrilha explode carro-forte e fere dois policiais no interior de São Paulo

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Uma quadrilha com ao menos dez integrantes atacou e explodiu um carro-forte da empresa de valores Protege, na manhã desta quarta-feira, 7, na rodovia Abrão Assed (SP-333), no município de Cajuru, no interior de São Paulo. Armado com fuzis, o grupo rendeu seguranças e trocou tiros com a Polícia Militar. Dois policiais ficaram feridos, após serem atingidos de raspão. Os malotes com o dinheiro foram levados pelos criminosos. Foi montado um cerco na região.

O ataque aconteceu próximo de uma base da Polícia Militar Rodoviária. Os criminosos, em dois automóveis, atiraram contra o carro-forte para obrigar o motorista a parar. Os seguranças foram rendidos e obrigados a se afastarem, enquanto os assaltantes instalavam os explosivo.

Um policial que estava em serviço ouviu os tiros e pediu reforço à PM de Cajuru. Quando os policiais chegaram, os bandidos já estavam em fuga e houve troca de tiros. Os dois PMs atingidos - um soldado e um sargento - foram levados para a Santa Casa de Cajuru e passam bem.

O trânsito na rodovia foi desviado para o acostamento devido aos destroços da explosão. Durante o cerco, um helicóptero da Polícia Militar localizou um carro usado no assalto em chamas, numa mata, em Santo Antonio da Alegria, cidade da região. Suspeitos chegaram a atirar contra a aeronave.

Em nota, a Protege confirmou o assalto e informou que todos os colaboradores estão em segurança. "Estamos colaborando com as autoridades na investigação em curso", diz a empresa em nota.

Notícia



Homem morre após incêndio na favela do Cimento

Após sofrer queimaduras no incêndio da Favela do Cimento, na região do Viaduto Bresser, na zona leste de São Paulo, um homem ainda não identificado morreu na tarde deste domingo, dia 24...