American Music Awards 2018 premia destaques da música

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


A 46ª edição do American Music Awards premiou os destaques da indústria musical na noite desta última terça-feira, 9. A atriz Tracee Ellis Ross, conhecida por sua participação na série Black-ish, conduziu a premiação sediada no Microsoft Theater, em Los Angeles.

Taylor Swift levou para casa os quatro prêmios em que foi indicada, superando Whitney Houston e tornando-se a artista feminina com mais prêmios no AMA.

Confira os vencedores da noite:

Artista do ano: Taylor Swift

Artista Revelação: Camila Cabello

Colaboração do Ano: Camila Cabello "Havana (feat. Young Thug)"

Clipe Favorito: Camila Cabello, "Havana (feat. Young Thug)"

Turnê do Ano: Taylor Swift

Artista Masculino Favorito - Pop/Rock: Post Malone

Trilha Sonora Favorita: Black Panther

Artista Feminina Favorita - Pop/Rock: Taylor Swift

Álbum Favorito - Pop/Rock: Taylor Swift, Reputation

Duo ou Grupo Favorito - Pop/Rock: Migos

Música Favorita - Pop/Rock: Camila Cabello "Havana (feat. Young Thug)"

Artista Masculino Favorito - Country: Kane Brown

Artista Feminina Favorita - Country: Carrie Underwood

Duo ou Grupo Favorito - Country: Florida Georgia Line

Álbum Favorito - Country: Kane Brown, Kane Brown

Música Favorita - Country: Kane Brown, "Heaven"

Artista Favorito - Rap/Hip-Hop: Cardi B

Álbum Favorito - Rap/Hip-Hop: Post Malone, Beerbongs + Bentleys

Música Favorita - Rap/Hip-Hop: Cardi B, "Bodak Yellow (Money Moves)"

Artista Masculino Favorito - Soul/R&B: Khalid

Artista Feminino Favorito - Soul/R&B: Rihanna

Álbum Favorito - Soul/R&B: XXXTentacion, 17

Música Favorita - Soul/R&B: Bruno Mars and Cardi B, "Finesse"

Artista Favorito - Rock alternativo: Panic! at the Disco

Artista Favorito - Adulto contemporâneo: Shawn Mendes

Artista Favorito - Latino: Daddy Yankee

Artista Favorito - Contemporâneo Inspirador: Lauren Daigle

Artista Favorito - Música eletrônica: Marshmello

Artista Favorito nas redes sociais: BTS

Notícia



Volta à terra de Oz

Uma indisfarçável insegurança rondava, ainda que em doses menores, os produtores da T4F, no momento em que escolhiam o espetáculo que deveria ser o grande sucesso de 2016: será que um musical sobre os antecedentes da clássica O Mágico de Oz, ou seja, sobre a origem de Elphaba, a bruxa má, e Glinda, a boa, interessaria ao público brasileiro, apesar do enorme êxito conquistado na Broadway? Não parecia ser uma trama distante demais do nosso cotidiano artístico? O temor em pouco tempos se revelou injustificável - tão logo estreou no Teatro Renault, em março daquele ano, Wicked logo se consagrou como um dos trabalhos mais admirados pelos fãs nacionais, incentivando a criação de fãs-clubes que tornaram popstars do teatro musical brasileiro as duas protagonistas, Fabi Bang (Glinda) e Myra Ruiz (Elphaba)...