Zé Roberto anuncia primeiras convocadas da seleção feminina para o Mundial

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O técnico José Roberto Guimarães anunciou nesta quinta-feira as primeiras convocadas para defender a seleção brasileira no Mundial de Vôlei, no fim de setembro, no Japão. O treinador chamou 11 jogadoras, que já vão se apresentar na segunda-feira para iniciarem os treinos em Saquarema (RJ).

Zé Roberto convocou nesta quinta a levantadora Roberta, a oposta Tandara, as centrais Adenízia, Carol e Bia, as ponteiras Gabi, Natália, Amanda, Drussyla e Rosamaria e a líbero Gabiru. Todas estavam na lista de inscritas para a Liga das Nações, em cuja competição o Brasil ficou em quarto lugar.

Para o treinador, a competição serviu como bom teste para a seleção, de olho no Mundial. "A Liga das Nações foi uma competição muito importante para o nosso grupo. Ao longo de sete semanas fomos a única seleção que não voltou para casa pela distância e o fato de a fase final ter sido disputada na China. Vimos nessa competição o nível que precisamos atingir para enfrentar as melhores equipes", comentou Zé Roberto.

Depois da fraca atuação da equipe na fase final, o técnico projetou uma melhor apresentação no Mundial, que será disputado entre 29 de setembro e 20 de outubro. "Vamos seguir trabalhando forte nos próximos meses e sabemos que temos condições de jogar de igual para igual contra as melhores seleções do mundo", declarou.

Zé Roberto deve complementar a lista com jogadoras que disputa no momento a Copa Pan-Americana, na República Dominicana. A levantadora Dani Lins e a central Thaísa são as mais cotadas para integrarem o grupo que vai ao Mundial. O treinador pode chamar ainda outras jogadoras que estão sendo testadas na competição de menor peso, que vale vaga nos Jogos Pan-Americanos de 2019, em Lima, no Peru.

O Brasil, que já assegurou a classificação para os Jogos, conta com uma equipe B na Copa Pan-Americana. E está nas semifinais.

Notícia



Presidente diz que Atlético-MG enviou lista no prazo e não teme pena da Conmebol

Pouco depois de o Atlético-MG vencer o Defensor por 2 a 0, na noite de quarta-feira, em Montevidéu, e ficar muito próximo da classificação à fase de grupos da Copa Libertadores, o presidente do clube mineiro, Sérgio Sette Câmara, comentou sobre o fato de o time ter sido citado pela Conmebol como uma das 21 equipes que são alvo de investigação do seu tribunal disciplinar por causa de problemas nas listas de inscritos nas competições chanceladas pela entidade sul-americana...