Torcedores invadem CT e aumentam pressão no Santos antes de time pegar o Vitória

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Dezenas de torcedores do Santos invadiram o CT Rei Pelé neste sábado, em protesto contra a fraca campanha realizada pela equipe, que amarga a 18ª posição do Campeonato Brasileiro, com apenas seis pontos.

Momentos antes de os jogadores irem a campo com o técnico Jair Ventura, na preparação final para enfrentar o Vitória, neste domingo, às 16 horas, na Vila Belmiro, torcedores que se manifestavam do lado de fora, com batuques, bandeiras e palavras de ordem, acessaram o gramado por um portão lateral.

No momento da invasão, os atletas estavam no CT, mas ainda não tinham iniciado as atividades práticas. A Polícia Militar foi chamada e dispersou os manifestantes com bombas de gás lacrimogênio. O confronto continuou fora das instalações santistas.
Após a confusão e com o ambiente mais calmo, os jogadores realizaram um trabalho tático, principalmente de bolas paradas.

O Santos vem de três derrotas seguidas no Brasileirão, tem o técnico contestado e a diretoria e atletas criticados. O atacante Bruno Henrique, que ainda não está recuperado 100% e reclama de dores na bacia, disse que a conquista dos três pontos é fundamental diante da equipe baiana, que tem oito pontos, na 16ª posição.

"Temos um jogo dentro de casa, onde a gente tem que vencer de qualquer maneira. Sabemos que a equipe do Vitória está um pouco acima da gente. Vai ser um jogo difícil, eles estão bem e a gente mal. Mas vamos propor o jogo para buscar o resultado. Isso é o que nos resta nesse jogo de domingo: só a vitória", afirmou o camisa 27.

Para buscar o triunfo e acalmar os ânimos pelos lados da Vila Belmiro, o técnico Jair Ventura deve levar a campo os mesmo time que perdeu para o Atlético-PR na última quinta-feira, com Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Diego Pituca, Renato e Jean Mota; Gabriel, Eduardo Sasha e Rodrygo.

Notícia