Colin Trevorrow fala pela primeira vez sobre sua demissão de 'Star Wars'

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Em entrevista para a revista norte-americana Empire, Colin Trevorrow falou pela primeira vez sobre sua conturbada demissão da direção do Episódio IX da saga Star Wars, filme que fechará a nova trilogia nos cinemas. Em setembro de 2017, a Lucasfilm anunciou que Trevorrow havia sido demitido do projeto por diferenças criativas e o estúdio contratou J.J. Abrams, que dirigiu e coescreveu O Despertar da Força, para assumir o filme.

"Não quero falar muito sobre isso porque não quero afetar a forma como os fãs receberão o filme. Quando éramos crianças, estes filmes chegavam até nós vindos de uma galáxia distante. Eles eram como um presente. E quanto mais falamos sobre como eles são feitos, mais é revelado que estes filmes são apenas filmes", disse Trevorrow para a revista.

"Mas eles não são só filmes, são mais do que isso. E para além disso, eu tive a oportunidade de contar uma história que é uma celebração de todas as coisas nas quais acredito. Pude contar essa história para George Lucas e para o Luke Skywalker em pessoa, e levarei estas experiências comigo pelo resto de minha vida", concluiu o diretor.

Desde sua aquisição pela Disney, em outubro de 2012, a Lucasfilm não tem medo de demitir diretores e roteiristas que fujam da visão que Kathleen Kennedy, presidente do estúdio, tem para a franquia. Além de Trevorrow, o estúdio também demitiu a dupla Phil Lord e Chris Miller em junho de 2017, que iriam codirigir Han Solo: Uma História Star Wars, atualmente em cartaz nos cinemas, e os substituíram pelo veterano Ron Howard.

Notícia