Advogado de Lyra diz que não havia motivo para prisão

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O advogado Pierpaolo Bottini, que representa o empresário Milton Lyra, considerou em nota, nesta terça-feira, 15, a decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de mandar soltar o cliente, suposto operador do MDB, acertada. "Não havia motivo ou razão para a prisão de alguém que já estava à disposição da Justiça para prestar todos os esclarecimentos", afirmou Bottini.

Lyra estava em prisão preventiva desde abril, em razão da Operação Rizoma. Lyra entrou com pedido de liberdade no Supremo em 8 de maio, após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manter o empresário na prisão.

Notícia



Filho de assessor tenta herdar espólio eleitoral de Maluf

Impossibilitado de disputar um novo mandato pela prisão e pelas consequências de um câncer de próstata, o deputado licenciado Paulo Maluf (PP-SP), de 86 anos, tem seu espólio eleitoral cobiçado por políticos...