Trump assina decreto para modernizar estrutura de TI do governo, diz Casa Branca

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai assinar um decreto que confere mais poder estratégico aos diretores de Tecnologia da Informação (TI) das agências federais do país. O objetivo é modernizar a infraestrutura tecnológica do governo americano com práticas do setor privado e "a custo bem menor", diz Trump em nota da Casa Branca.

Para fazer isso, a medida a ser assinada vai aumentar a efetividade desses gestores, chamados em inglês de CIOs (Chief Information Officers), "possibilitando agências a reduzir custos, proteger melhor dados sensíveis e melhorar serviços oferecidos ao público", informa a Casa Branca.

"Agências serão capazes de usar tecnologia ao máximo para cumprir suas missões, cortar redundâncias e tornar gastos com TI mais eficientes", afirma um comunicado do gabinete do presidente divulgado nesta terça-feira.

Uma das medidas introduzidas pelo decreto é a exigência de que os CIOs respondam diretamente ao chefe de cada agência. "A ordem executiva do presidente Trump aumentará a capacidade de CIOs de agências de influenciar a tomada de decisão nos escritórios e estimular uma visão empresarial de TI", segue a nota.

A Casa Branca aponta ainda que, atualmente, o governo americano gasta cerca de US$ 90 bilhões por ano com TI, valor "que é frequentemente fragmentado através de escritórios, programas e gabinetes". Segundo o comunicado, aproximadamente 80% desses recursos vão para a manutenção de sistemas mais antigos, em vez de ser investidos em um processo de transição para "tecnologias modernas".

Notícia



Em um ano, Dinamarca prende 52 mendigos

Ser mendigo na Dinamarca está proibido desde julho de 2017, depois que o Parlamento aprovou uma lei - somente com o apoio da direita - que considera que a mendicância cria "inconvenientes" aos pedestres...