Prefeitura esclarece sobre Febre Amarela em Cerquilho

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir
Prefeitura esclarece sobre Febre Amarela em Cerquilho
Foto: Divulgação

Prefeitura esclarece sobre Febre Amarela em Cerquilho


A Prefeitura Municipal através da Secretaria da Saúde e da Promoção Social e da Vigilância Epidemiológica reforçam a informação para toda população que Cerquilho NÃO é um município com risco para a Febre Amarela, portanto, apenas devem ser vacinados aqueles que forem viajar para locais de risco.
É importante que a população se conscientize e se informe por notícias de fontes confiáveis, para que não ocorram boatos e nem alvoroços desnecessários. Além disso, mais do que se vacinar, a população deve seguir e intensificar os cuidados com a limpeza da casa para evitar a procriação do mosquito transmissor da doença (Aedes aegypti) e utiliza repelentes (saiba mais sobre a transmissão da doença ao fim da matéria).
Portanto, conforme divulgado anteriormente, a partir do dia 22 de janeiro, a aplicação da vacina contra a Febre Amarela no município será realizada das 8h às 16h, de forma escalonada, específica para quem for viajar para áreas de risco.
A vacinação irá respeitar o limite de 200 vacinas por dia, por Posto de Saúde. Para evitar filas ou esperas em vão, logo pela manhã serão distribuídas as senhas. Confira o cronograma da vacinação nas Unidades Básicas de Saúde:
• UBSF Centro: às segundas-feiras;
• UBSF Vila Pedroso: às terças-feiras;
• UBSF Parque Alvorada: às quartas-feiras;
• UBSF Parque das Árvores: às quartas-feiras;
• UBSF Nova Cerquilho: às quintas-feiras;
• UBSF Dinapoli: às sextas-feiras.

Entenda como ocorre a transmissão da Febre Amarela
O mosquito que pica o macaco (Haemagogus janthinomys) é diferente do que o que pica o homem (Aedes aegypti). O primeiro vive na mata fechada e o segundo dentro da sua casa. O pernilongo comum não participa dessa história.
Os humanos suscetíveis, ao frequentarem áreas silvestres, podem ser picados por mosquitos infectados, (observe, portanto, que não são os macacos os transmissores da doença).
Ao voltarem para casa, se estiverem contaminados e forem picados pelo Aedes, este é quem pode disseminar o vírus para outras pessoas. Por isso é extremamente importante não sair matando macacos por aí! Além de indicarem por onde o vírus anda, eles são mais vítimas do que nós.
O Aedes vive dentro das casas e voa, no máximo, um raio de 500 metros. Ou seja, o mosquito não vai atravessar a cidade, a não ser que você permita que ele passe de casa em casa, inclusive na sua.
Se você NÃO mora próximo a áreas de mata nativa, o vírus só chegará a você se houver o ciclo urbano através do Aedes, e este ciclo começa sempre afetando primeiro os moradores das áreas de mata. Por isso, é importante fazer o bloqueio (a vacinação) deles primeiro.
Entenda que mata nativa é diferente de terreno abandonado ou de barranco com mato alto. Seguindo-se o "rastro" das mortes dos macacos, é possível saber por onde o vírus está andando e, assim, protege-se as pessoas daquelas áreas. É o que chamam de "corredor do vírus".
Se você se afobar e tomar a vacina sem necessidade e esta faltar aos moradores das áreas de mata ou aqueles que viajarão para áreas de risco da doença, fica muito mais fácil de começar o ciclo urbano, pois essas pessoas estarão desprotegidas.
Se você quer realmente proteger a si e a sua família e colaborar com a cidade toda e com os serviços de saúde, não permita que o mosquito Aedes aegypti procrie. Além de evitar a Febre Amarela, você também estará evitando a Dengue, a Zika e o Chikungunya.
Você sabia que Sorocaba já tem caso confirmado de Chikungunya em 2018 e vários casos suspeitos de Dengue e nenhum de Febre Amarela em humanos? A chave de tudo é o mosquito Aedes aegypti e não os macacos!
Portanto, olhe seu quintal, procure por água parada e lembre-se de usar repelente. Você pode até escapar da Febre Amarela, mas a Dengue, a Zika e o Chikungunya podem estar dentro da sua casa e você nem se deu conta disso!

Fonte/Foto: Prefeitura de Cerquilho

Notícia



Popular

PMN rejeita candidatura de ex-apresentadora Valéria Monteiro

Ana Furtado volta ao 'é de casa' após começar tratamento contra câncer

Cúpula do PCC planejou resgate em presídio de segurança máxima

Mulher dá à luz em lanchonete e filha poderá comer lá de graça para sempre

Alckmin rebate Bolsonaro: 'tentou apoio do Centrão, não conseguiu e fala mal'

Por problema de saúde, Sergio Marchionne deixa a presidência da Ferrari

Oficializado como candidato à Presidência, Boulos promete revogar atos de Temer

Pré-candidatos criticam acordo de Geraldo Alckmin com o Centrão

Com chapa 'religiosa', Ratinho Junior é confirmado candidato ao governo do PR

Alckmin quer reduzir número de senadores e deputados

Mnuchin diz que EUA estão prontos para acordo comercial com europeus

Um dia após pane, Aeroporto de Congonhas tem atraso em 19% dos voos

Feliz por pole, Vettel ignora quebra de Hamilton: 'Tenho de pensar em mim'

Correção: Espanhol vence 14ª etapa da Volta da França; Thomas segue na ponta

Hamilton diz que empurrou carro depois de quebra por 'vontade de não desistir'

Brasileiro faz golaço pelo Zenit, mas Inter de Milão busca empate por 3 a 3

Vendido a time egípcio, Rodriguinho dá adeus amargo ao Corinthians no clássico

Rodriguinho diz deixar Corinthians pelo lado financeiro: 'É minha independência'

Goleiro Jefferson sofre trauma no pescoço, quebra dois dentes e dorme em hospital

Com início arrasador, Flamengo vence Botafogo e se garante no topo do Brasileirão