ADRs de empresas brasileiras caem em NY após rebaixamento do rating do País

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Os American Depositary Receipt (ADRs) de empresas brasileiras negociados nas Bolsas de Nova York recuaram após no after-hours após o rebaixamento do rating soberano do País pela agência de classificação de risco S&P Global.

Os ADRs da Ambev fecharam em baixa de 1,00%, os do Bradesco (preferencial) caíram 0,92%, os da Embraer cederam 0,66%, os da Vale baixaram 0,30% e os da Petrobras tiveram desvalorização de 0,18%.

De acordo com a S&P Global, o atraso em reformas fiscais e a incerteza política são principais fraquezas da nota do Brasil. O rating do País foi rebaixado de BB para BB-, com perspectiva estável.

Notícia



IPC-S sobe 0,52% na 2ª quadrissemana de outubro (0,53% na 1ª leitura do mês)

O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) desacelerou 0,01 ponto porcentual, ficando em 0,52% na segunda quadrissemana de outubro, conforme divulgou na manhã desta terça-feira, 16, a Fundação Getulio Vargas (FGV)...