Temer inclui Companhia Docas do Maranhão no Programa Nacional de Desestatização

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O presidente Michel Temer assinou o decreto que inclui a Companhia Docas do Maranhão no Programa Nacional de Desestatização (PND), para fins de dissolução. O texto será publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 11.

Pelo decreto, a execução das medidas para a dissolução da Companhia Docas do Maranhão (Codomar), criada em 4 de março de 1974, será de responsabilidade do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, sob a coordenação do Ministério do Planejamento.

O texto prevê ainda que a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional vai convocar em até oito dias uma assembleia geral para nomear o liquidante e fixar o valor da remuneração mensal que será paga. A indicação do liquidante será feita pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

Na assembleia, deverá ainda ser fixado o prazo de 180 dias para a conclusão do processo de liquidação, "que poderá ser prorrogado, a critério do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, mediante proposta motivada do liquidante".

Notícia



'Vamos fazer uma revisão do Mercosul', afirma deputado do PSL

Um dos cotados para ocupar o posto de chanceler em um eventual governo de Jair Bolsonaro (PSL) e integrante do grupo que discute as linhas da política externa do candidato, o deputado eleito Luiz Philippe de Orléans e Bragança (PSL-SP) disse que o Mercosul será avaliado e, se for o caso, o Brasil sairá do bloco - e o acordo será trocado por um conjunto de acordos bilaterais...