Chefe de gabinete da Presidência do TRF4 pede prisão de Lula no Facebook

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


"Lula, o Brasil inteiro exige sua prisão." A frase foi postada por Daniela Tagliari Kreling Lau, chefe de gabinete da Presidência do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4), o Tribunal da Lava Jato que, no próximo dia 24, vai julgar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no famoso processo do triplex do Guarujá.

Daniela postou na quarta-feira, 3, uma petição online para reunir adesões pela confirmação da condenação do ex-presidente. Naquele dia, a servidora do TRF4 informava que, além dela, outras 233 pessoas endossaram o apelo pela prisão de Lula.

O ex-presidente da República foi condenado em primeira instância, em julho de 2017, pelo juiz Sérgio Moro, que lhe impôs uma pena de 9 anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro que teria recebido da empreiteira OAS em forma de melhorias no apartamento do litoral paulista.

No dia 24, a Corte de apelação vai julgar os recursos da defesa de Lula e de outros seis réus neste processo.

Os advogados de Lula alegam que ele sofre uma atroz perseguição política.

O post de Daniela, em sua página pessoal no Facebook, reforça a ofensiva da defesa do ex-presidente. Daniela retirou a mensagem.

No Twitter, a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, demonstrou perplexidade.
"Perseguição a Lula e ativismo político dentro do TRF4. É escandaloso", escreveu a senadora. "O que Lula pode esperar do Poder Judiciário, TRF4, se a chefe de gabinete do Presidente do Tribunal pede no seu Face a prisão de Lula, através de um abaixo-assinado?"

Outro lado

A reportagem fez contato com o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região e deixou o espaço aberto para manifestação.

Notícia



Lula pede prescrição da pena no caso triplex

Paralelamente ao pedido de absolvição, em memoriais no âmbito de apelação contra pena no caso triplex, advogados do ex-presidente Lula pediram aos desembargadores do Tribunal da Lava Jato que reconheçam a prescrição dos supostos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção atribuídos ao petista...