Temer sanciona mudanças na carreira de agentes comunitários de saúde com vetos

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O presidente Michel Temer sancionou, com muitos vetos, lei que reformula a carreira de agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias. O texto, publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 8, dispõe sobre atribuições, condições de trabalho, grau de formação profissional e cursos de formação técnica e continuada desses profissionais.

Dentre os vários vetos, Temer rejeitou os trechos que tratavam de indenização de transporte aos agentes e da jornada de trabalho, alegando que a competência legislativa da União sobre a matéria é apenas para "diretrizes" e que a questão deve ser tratada pelos respectivos entes federados, conforme a disponibilidade de recursos e o interesse público.

Quanto à jornada, os dispositivos vetados falavam em carga de trabalho para fins de piso salarial de 40 horas semanais integralmente dedicada a ações e serviços de promoção da saúde, de vigilância epidemiológica e ambiental e de combate a endemias, dais quais 30 horas semanais para atividades externas e 10 horas semanais para atividades de planejamento e avaliação de ações.

Notícia



Prefeitura de SP distribuirá senhas nas casas para vacina da febre amarela

Após os postos de saúde da capital paulista registrarem longas filas pela vacina da febre amarela e ausência do insumo, a Prefeitura decidiu que, a partir da próxima quinta-feira, 25, só poderão receber a imunização moradores dos distritos alvo da campanha mediante apresentação de senha que será distribuída nas residências...