Parlamento de Israel aprova lei que dificulta divisão de Jerusalém

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O Parlamento de Israel aprovou uma lei que exige uma supermaioria para entregar o controle sobre qualquer parte de Jerusalém. Na prática, a medida dificulta a divisão da cidade como parte de um acordo de paz com os palestinos.

A emenda foi aprovada nesta terça-feira e proíbe que o governo ceda a soberania de qualquer área de Israel sem a aprovação de pelo menos 80 dos 120 membros do Legislativo. A própria norma, porém, poderia ser revertida por uma maioria simples, o que a torna em grande medida simbólica.

O Parlamento israelense, conhecido como Knesset, aprovou a emenda em meio a crescentes tensões após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Os palestinos querem Jerusalém Oriental como parte de seu futuro Estado independente.

A maior parte da comunidade internacional não reconhece a soberania de Israel sobre Jerusalém Oriental, capturada na Guerra dos Seis Dias, em 1967. Fonte: Associated Press.

Notícia



Reunião com Putin de hoje foi "um início muito bom", diz Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta segunda-feira que a reunião que manteve mais cedo com o presidente russo, Vladimir Putin, foi "um início muito bom" no diálogo entre as partes...