Frio extremo é esperado na virada do ano em Nova York

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Um dos fins de ano mais frios dos últimos tempos provocou o cancelamento de vários eventos no nordeste dos Estados Unidos desde a véspera até o dia de ano-novo, mas não na cidade de Nova York, onde as pessoas começarão a se reunir na Times Square nove horas antes da virada. "Centenas de milhares resistiram a climas muito frios ao longo dos anos por uma experiência única, e esperamos que este ano não seja diferente", disse Tim Tompkins, presidente da Times Square Alliance, que organiza o evento de fim de ano. A véspera de ano-novo mais fria em Times Square ocorreu em 1917, com 1° Fahrenheit (-17° Celsius) à meia-noite. Este ano, a previsão é de 11° F (-12°C).

Funcionários de saúde da cidade e do Estado de Nova York estão aconselhando pessoas a cobrir todas as partes da pele expostas e a usar chapéu, cachecol e luvas. Equipe extra do Departamento de Bombeiros de Nova York estará disponível para fornecer suporte médico e um meteorologista do Serviço Meteorológico Nacional estará no local com os funcionários da administração de emergência da cidade para monitorar as condições climáticas.

Em outras áreas atingidas pelo frio no nordeste dos EUA, alguns eventos estão sendo cancelados ou revistos. Com as temperaturas chegando a 9°F (-13°C) em Springfield, Illinois, no domingo, os organizadores da exibição de fogos de artifício de ano-novo decidiram cancelar o show deste ano. Em Ohio, onde algumas comunidades tiveram temperaturas muito baixas no sábado, shows de fogos de artifício também foram cancelados, eventos foram transferidos para lugares cobertos e a festa da virada em New Carlisle foi reduzida a uma hora. Em Orchard Park, perto de Buffalo, Nova York, o show de ano-novo foi cancelado porque temperaturas abaixo de zero estão previstas. Fonte: Associated Press.

Notícia



Coreias do Norte e do Sul têm linha telefônica direta pela 1ª vez entre líderes

As Coreias do Norte e do Sul estabeleceram pela primeira vez uma linha telefônica direta entre seus líderes, uma medida que visa construir confiança uma semana antes de os presidentes dos dois países se reunirem na zona desmilitarizada na fronteira das duas nações...