Forças Armadas cercam a Rocinha pelo segundo dia consecutivo

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir
Forças Armadas cercam a Rocinha pelo segundo dia consecutivo
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil


As Forças Armadas voltam a cercar os acessos à favela da Rocinha, na zona sul do Rio, na manhã desta quarta-feira, 11. Pelo segundo dia consecutivo, os militares apoiam as polícias Civil e Militar em operação de busca a criminosos envolvidos na invasão da comunidade no mês passado, conforme a Secretaria de Estado de Segurança (Seseg/RJ). O efetivo é ainda maior do que no dia anterior, de cerca de 600 integrantes do Exército, Marinha e Aeronáutica e mais 550 policiais.

Nesta terça, mais de mil militares participaram de operação na comunidade durante o dia. Em paralelo, uma ação na região da Ilha do Governador prendeu uma das pessoas mais procuradas por suposta participação nos últimos conflitos no Rio: a mulher do traficante Antônio Bonfim Lopes, Danúbia Rangel, conhecida como a Xerifa da Rocinha.

Hoje, as buscas na Rocinha são concentradas na região da mata que contorna a favela, para onde os procurados teriam fugido. Os agentes também buscam por armas e drogas armazenadas dentro da comunidade. A operação começou por volta das 5 horas da manhã e deve se estender durante o dia. Até o momento, as forças de segurança não informaram se houve novas prisões ou confrontos com traficantes na região.

Notícia



Assalto dentro de hipermercado deixa um morto no RS

Ao menos cinco homens armados assaltaram na manhã deste sábado,9, uma joalheria localizada dentro do Hipermercado BIG, localizado no município de Alvorada, na região metropolitana de Porto Alegre...