Mulher tira foto com assediadores para denunciar machismo

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir
Mulher tira foto com assediadores para denunciar machismo
Foto: Reprodução


A holandesa Noa Jansma encontrou uma forma eficaz de mostrar e denunciar a frequência com que agem assediadores que encontra nas ruas de Amsterdã, onde vive.

Toda vez que recebe uma cantada ou algum outro tipo de comentário constrangedor, ela tira uma foto ao lado do assediador e publica em uma conta no Instagram junto com um texto explicando o que ele disse e fez.

Além de assobios, há comentários como "Hm, você quer beijar?", "que menina safada" e até mesmo um homem que a seguiu por cerca de 10 minutos, perguntando para onde a "menina bonita" estava indo.

Sempre com a feição séria, ao tirar a selfie com os assediadores, a maior parte parece não se importar muito com o que acabou de fazer e sorriem e posam para a foto. Alguns chegam a tocá-la.

"Menina bonita, onde você está indo? Posso ir com você?", após segui-la por 10 minutos.

Na descrição ela explica a motivação para o perfil @dearcatcallers: "Esse Instagram tem o objetivo de criar consciência sobre a objetificação das mulheres no dia a dia. Muita gente ainda não sabe o quão frequente e em quais contextos as cantadas ocorrem, então estarei mostrando meus assediadores no período de um mês".

"Fazendo a selfie, tanto o objetificador quanto o objeto estão em uma composição. Eu, como objeto, estando à frente dos assediadores, represento a relação inversa de poder causada por esse projeto", conclui.

Ao término do primeiro mês da experiência, após ter tirado 24 fotos, ela afirma que, para mostrar que trata-se de um "fenômeno global, e que este projeto de arte não é apenas sobre mim, vou passar esta conta para diferentes garotas ao redor do mundo".

"Oi, linda, por que você está triste?" / "Eu não estou triste" / "Então por que você não sorri para mim então? Você é muito doce para estar triste".

Notícia