Senado prorroga prazos de seis medidas provisórias

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir




O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), prorrogou por 60 dias a validade de seis medidas provisórias que tramitam no Congresso Nacional. O instrumento, editado pela governo federal, tem força de lei a partir de sua publicação. Mas, para se tornar definitivo, tem que ser aprovado por deputados e senadores no prazo máximo de 180 dias. Entre as medidas provisórias que tiveram prazo prorrogado estão as que tratam de apoio financeiro da União para Estados e municípios para enfrentamento da crise do novo coronavírus e textos que abrem crédito suplementar para diversos ministérios.

Notícia



Citados em 'rachadinha' continuam com cargos

Ao menos doze ex-assessores do antigo gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) que foram alvo de medidas judiciais na investigação do esquema de "rachadinha" na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) continuam trabalhando em cargos públicos ligados a parlamentares...