PIB francês sofre queda de 5,3% no 1º trimestre, a maior desde 1968

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir




O Produto Interno Bruto (PIB) da França sofreu contração de 5,3% no primeiro trimestre de 2020 ante o quarto trimestre de 2019, em meio ao impacto da pandemia do novo coronavírus, segundo revisão divulgada nesta sexta-feira pelo Insee, como é conhecido o instituto de estatísticas do país. Trata-se da maior queda do PIB francês desde o segundo trimestre de 1968, de acordo com a Trading Economics.

No fim de abril, o Insee havia originalmente estimado recuo maior, de 5,8%, que seria o maior da história.

Como o PIB francês já havia encolhido 0,1% no quarto trimestre do ano passado, a economia do país entrou em recessão técnica com o resultado dos primeiros três meses de 2020.

Notícia



Sinais de retomada do Brasil amparam alta do Ibovespa

Novos reforços de retomada da economia brasileira amparam alta do Ibovespa nesta quarta-feira, apesar das preocupações com o avanço da pandemia de coronavírus no Brasil e nos EUA...