UE vai monitorar tensão Pequim-Hong Kong e quer respeito à autonomia da região

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir




O Conselho Europeu, órgão máximo da União Europeia, emitiu nota nesta sexta-feira, 22, sobre as tensões entre Pequim e Hong Kong, após a China anunciar que vai impor lei de segurança nacional sobre o território. O bloco pediu "respeito" à autonomia de Hong Kong, considerada ameaçada por analistas após decisão do país asiático, e disse que vai monitorar de perto a evolução do caso.

"A União Europeia tem forte participação na estabilidade e na prosperidade contínuas de Hong Kong, sob o princípio "Um país, dois sistemas", e dá grande importância à preservação do alto grau de autonomia do território", diz a nota.

Para o Conselho Europeu, as partes deveriam dialogar, por meio do "debate democrático", de forma a chegar a um consenso sobre a questão.

Notícia



EUA confirmam mais 1.265 mortes por covid-19

Nação que registra mais casos e mais mortes em decorrência da covid-19, os Estados Unidos registraram nesta sexta-feira, 29, mais 1...