Mulher morre após ter carro arrastado por correnteza em Mogi Mirim (SP)

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Uma mulher de 60 anos morreu após ter o carro arrastado durante a enchente do Córrego do Lavapés em Mogi Mirim, cidade do interior de São Paulo, na noite deste domingo, 12. Chovia forte no momento, e Maria Elizabeth Felizardo Mazon não conseguiu sair do veículo.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima trafegava em um Chevrolet Corsa na Rua João Antunes de Lima, no bairro Maria Beatriz, próximo à SP-147 e à rodoviária da cidade, quando a via ficou totalmente alagada. O automóvel foi levado pela enxurrada.

Outro carro foi arrastado pela correnteza na mesma rua, mas a motorista conseguiu abrir o vidro e deixar o veículo.

Capital em estado de atenção

Em São Paulo, o temporal deste domingo colocou em estado de atenção para alagamentos as zonas norte, leste e oeste, a região central e as Marginais do Pinheiros e do Tietê. A chuva forte com raios que chegou à cidade no fim da manhã também atingiu municípios da região metropolitana. O Corpo de Bombeiros recebeu ao menos cinco acionamentos para enchentes e outros 10 para quedas de árvore.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo, esta segunda-feira, 13, começou com céu encoberto, formação de neblina, chuviscos nos trechos de serra e termômetros em torno de 19ºC durante a madrugada.

Outras mortes

Durante as fortes chuvas da semana passada, uma mulher desapareceu na zona leste da capital e o morador de rua Kaique Moraes da Silva, de 22 anos, morreu após sofrer uma descarga elétrica quando tentava se proteger da chuva na Avenida Rio Branco, no centro da cidade. Ele queria se abrigar em um ponto de ônibus, mas escorregou e encostou em um poste de luz energizado.

Em Ferraz de Vasconcelos, na região metropolitana, uma mulher de 34 anos foi encontrada morta no leito do Córrego Ribeirão Itaim. Segundo a Defesa Civil do município, ela foi carregada por uma enxurrada causada pela forte chuva que atingiu a cidade.

Notícia



Diagnóstico de febre hemorrágica foi feito graças a novo teste laboratorial

Duas das mais conceituadas e experientes equipes médicas do País, dos hospitais das Clínicas de São Paulo e Albert Einstein, passaram dias de angústia até finalmente descobrir o raro diagnóstico do paciente morto por febre hemorrágica brasileira...