Trudeau é reeleito no Canadá, mas não deve ter maioria no Parlamento

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, garantiu a reeleição ao cargo nesta terça-feira, 22. Contudo, a sigla de Trudeau, o Partido Liberal, não deve ter votos suficientes para formar um governo de maioria no Parlamento, segundo a apuração parcial da votação.

Resultados preliminares indicam que os Liberais conseguiram 157 dos 338 assentos no Parlamento, menos do que os 170 necessários para formar a maioria.

O grupo político de Trudeau ocupava 177 vagas no Parlamento canadense antes das eleições. No entanto, sua imagem de líder íntegro e defensor da diversidade foi impactada por uma série de escândalos em 2019 que colocaram em dúvida suas chances de reeleição.

Em fevereiro deste ano, surgiram relatos na imprensa canadense sobre uma suposta tentativa de Trudeau de interferir em investigações da construtora SNC-Lavalin - acusada de pagamento de propina ao regime de Muammar Gaddafi, na Líbia -, com a justificativa de proteger empregos no Canadá.

Já em setembro, pouco após Trudeau convocar novas eleições, começaram a circular fotos do premiê usando blackface - maquiagem facial de cor escura considerada racista - em uma festa à fantasia em 2001. Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Notícia