PSOL definirá se terá candidato à presidência da Câmara depois do dia 20

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


A bancada do PSOL na Câmara vai decidir depois do dia 20 se lançará mais uma vez candidatura própria para a presidência da Casa. Tradicionalmente, o partido lança um nome para "marcar posição" e a expectativa é que este ano um dos seis deputados da bancada dispute o cargo.

O líder do PSOL, Ivan Valente (SP), disse ter "simpatia" pela candidatura de André Figueiredo (PDT-CE) por ele ser o único entre os postulantes a não ter apoiado o impeachment da petista Dilma Rousseff, mas ressaltou que ainda não há discussão na bancada sobre eventual apoio a Figueiredo. "O André não está empolgado", avaliou.

A única candidatura rechaçada é a do atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), que tem apoiadores entre os opositores do governo Michel Temer. "Essa é a nossa divergência com os partidos de oposição", comentou. Valente admite que, mesmo discordando da recondução de Maia e a questão jurídica em torno da viabilidade da candidatura, o presidente da Casa desponta como favorito na corrida.

Maia foi o único que ainda não ligou para pedir votos dos deputados do PSOL. "Ele não precisa", ironizou Valente. Os concorrentes do Centrão fizeram questão de procurar a sigla. "O (Rogério) Rosso (PSD-DF) disse: preciso dessa grife", contou. O líder do PTB, Jovair Arantes (GO), já ligou três vezes para pedir votos.

Na última eleição para presidência da Câmara, o PSOL lançou a deputada Luiza Erundina (SP), que bateu o recorde de votação da sigla e recebeu 22 votos. Erundina concorreu com Maia na eleição que escolheu o substituto do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para o mandato-tampão. Normalmente, o partido não passava dos votos da própria bancada.

Notícia



Delegados Federais demonstram preocupação com projeto de abuso de autoridade

Reunidos no VII Congresso Nacional dos Delegados de Polícia Federal, promovido pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), os delegados federais manifestaram preocupação com a possibilidade de aprovação ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 280/16...