Agora técnico do Corinthians, Carille diz que 'objetivo é fazer o time jogar bem'

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


Em sua primeira entrevista coletiva depois de ser efetivado como técnico do Corinthians, Fábio Carille afirmou que seu primeiro objetivo é retomar o bom futebol da equipe, que não conseguiu a classificação para a Copa Libertadores nem com o aumento do número de vagas oferecidas através do Campeonato Brasileiro do ano que passado.

"Penso em fazer a equipe jogar bem. Esse é o primeiro passo. O título paulista vai depender do que o time apresentar nos próximos meses", afirmou o novo treinador corintiano em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, na tarde desta quarta-feira. "Meu objetivo é fazer o Corinthians jogar bem. O resto é consequência", disse.

Ele promete um time organizado e que valorize o controle da posse de bola. "O time será organizado, com muita posse de bola e muita entrega", revelou Carille, que era auxiliar técnico do time desde 2009.

O treinador afirma que a experiência que viveu quando foi efetivado, ainda que por um breve período, será decisiva a nova fase. "Os 28 dias que passei à frente da equipe foram decisivos para me dar a confiança de que posso fazer um bom trabalho. Meu nome foi bem aceito pelos diretores e conselheiros", afirmou Carille.

Em 2010, após a demissão de Adílson Batista, ele fez duas partidas (um empate e uma derrota) antes da chegada de Tite. No ano passado, após a saída do técnico gaúcho para assumir a seleção brasileira, Carille comandou o time em mais dois jogos. Depois, voltou a ser auxiliar técnico com a chegada de Cristóvão Borges.

Como Cristóvão durou apenas três meses no cargo, Carille assumiu novamente o comando. Dessa vez, foram seis jogos (três vitórias, dois empates e uma derrota). O treinador até recebeu da presidência a promessa de que permaneceria até o fim de 2016, mas não foi o que aconteceu. O time contratou Oswaldo de Oliveira para o seu lugar. Agora, deu nova chance ao ex-auxiliar.

Notícia



Eurico Miranda afirma que não dificultará saída de Nenê caso surjam propostas

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, garantiu em entrevista coletiva nesta quinta-feira na sede do clube, em São Januário, no Rio, que não irá se opor à uma eventual negociação para a saída do meia Nenê...