Indicado de Trump para Segurança Interna discute muro na fronteira no México

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O indicado pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, para o comando do Departamento de Segurança Interna mostrou certo ceticismo nesta terça-feira sobre o impacto da promessa do republicano de construir um muro na fronteira com o México para evitar a entrada de imigrantes ilegais. O general da reserva John Kelly, que supervisionou as operações dos EUA na América Latina, compartilha a preocupação de Trump com a segurança fronteiriça. Segundo ele, porém, mesmo com um muro em toda a fronteira ainda seria necessário haver patrulhas e tecnologia.

Kelly disse que a segurança na fronteira depende da construção de parcerias mais fortes na América Latina. "Uma barreira física por si só não fará o trabalho", disse Kelly ao Comitê de Segurança Interna do Senado durante sua audiência de confirmação. Para ele, é necessário haver uma defesa em várias camadas.

O general disse ainda que aceita "com alta confiança" o relatório da inteligência norte-americana segundo o qual o governo da Rússia interveio para influir na eleição dos EUA em 2016. Trump contestou anteriormente a alegação.

Kelly é um dos poucos nomes apontados por Trump para sua equipe que recebe o apoio de democratas e republicanos. O Departamento de Segurança Interna inclui as duas principais agências com foco em imigração: Immigration and Customs Enforcement (ICE) e Customs and Border Protection.

Trump é contrário ao programa dos EUA para aceitar refugiados que fogem da guerra na Síria, dizendo que é impossível fazer uma varredura completa no histórico dos candidatos. Kelly disse que "não há garantia" nessa análise dos refugiados, mas não sugeriu que os EUA deveriam fechar suas portas. O general também foi questionado sobre a proposta de Trump na campanha de proibir temporariamente refugiados muçulmanos. "Eu não acho que nunca seja apropriado se concentrar em algo como religião como o único fator", afirmou. Fonte: Dow Jones Newswires.

Notícia



Popularidade de Trump se mantém estável mesmo após turbulências políticas

A popularidade do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se manteve estável mesmo após um dos meses mais turbulentos de seu governo, de acordo com uma nova pesquisa conduzida pelo Wall Street Journal e pela NBC News...