Premiê do Canadá nomeia nova ministra de Relações Exteriores

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, nomeou Chrystia Freeland como nova ministra das Relações Exteriores do país. O movimento vem como um posicionamento do Canadá pouco antes da posse do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump. A maior consequência do comando de Trump na Casa Branca para o Canadá será sobre o comércio e potenciais mudanças para o Nafta, o acordo de livre comércio entre os EUA, o Canadá e o México.

"É muito sensato colocar alguém que esteve na vanguarda da agenda comercial durante o último ano neste posto", disse Kim Nossal, professor de Ciências Políticas da Queen's University, em Kingston, Ontário. As opiniões de Freeland sobre a Rússia contrastam com as do governo Trump. Freeland, que é jornalista, foi crítica do presidente Vladimir Putin e foi impedida de visitar o país em 2014. "Aparentemente, ela será dura com a Rússia", disse Fen Osler Hampson, diretor do Centro de Inovação em Governança Internacional.

Além das Relações Exteriores, o primeiro-ministro canadense nomeou John McCallum, que era ministro de Imigração do país, para assumir a embaixada do Canadá na China. "A relação Canadá-China está bem servida com uma presença tão forte do nosso governo no país", disse Trudeau, em um comunicado. Antes de entrar na política, em 2000, McCallum foi economista-chefe do Royal Bank of Canadá e, antes disso, decano na Universidade McGill de Montreal. Durante seu mandato, Trudeau intensificou os laços com Pequim e pretende continuar com esse fortalecimento nas relações com a nomeação de alguém próximo a ele para a embaixada canadense na China.

Notícia



Popularidade de Trump se mantém estável mesmo após turbulências políticas

A popularidade do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se manteve estável mesmo após um dos meses mais turbulentos de seu governo, de acordo com uma nova pesquisa conduzida pelo Wall Street Journal e pela NBC News...